BEM VINDO AO BLOG DE HISTÓRIA DAS TURMAS E & F

Este blog é um projeto da Prof. Karina juntamente com os alunos das turmas E & F do turno vespertino da EMHJS. Nossa idéia é criar uma página que articule o conhecimento construído em diversos espaços de nossa escola, como a sala de aula, a biblioteca através de seu projeto de incentivo à leitura e o ambiente informatizado. Trata-se de um projeto experimental em que a professora Karina e seus alunos estão aprendendo a construir um blog. Pretendemos futuramente postar cada vez mais textos e atividades produzidos pelos alunos. Sabemos que se trata de um grande desafio pois precisaremos aprender a manusear outros tipos de arquivos e programas. Entretanto confio no potencial dos meus alunos, pois eles são guerreiros e tem inteligência de sobra. Entre, observe, dê sua sugestão e seja também um colaborador. Um abraço a todos.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

FONTES HISTÓRICAS

É tudo aquilo que o homem produz e que nos permite descobrir como era seu modo de vida no passado, por isso que chamamos de vestígios e sinais do homem no tempo.

Veja alguns exemplos:

1. Monumentos: Relógio de Sol





2. Documentos visuais




3. Roupas




TEMPO E HISTÓRIA


 A persistência da Memória - 1931
Autor: Salvador Dalí

Que idéias esta imagem sugere a respeito da passagem do tempo?
Escreva o  que você entendeu deste quadro.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

RELAÇÃO DE VASSALAGEM E SUSERANIA - CONTRATO FEUDO-VASSÁLICO


Iluminura que representa a cerimônia do contrato feudo-vassálico.


Em mundo dominado pelas incertezas, inseguranças, constantes invasões e instabilidades políticas, era preciso estabelecer estratégias de sobrevivência. Era exatamente assim que os europeus se sentiam após a queda do Império Romano em 456 d. C. A solução encontrada por eles foi o estabelecimento de algumas relações de fidelidade e obrigação. A primeira delas é a de Vassalagem e Suserania (ou Contrato Feudo-Vassálico). Através desta relação o proprietário de terras ficava obrigado a conceder um benefício, chamado FEUDO,  para um nobre (herdeiro dos guerreiros, do tempo dos germanos).  O benefício concedido geralmente era uma pedaço de terra, dinheiro ou até mesmo o direito de explorar uma ponte. A pessoa que recebia o benefício passava a ser chamada de VASSALO e aquele que concedia o benefício era o SUSERANO.
NÃO ESQUEÇA:
A RELAÇÃO DE SUSERANIA E VASSALAGEM OCORRIA SOMENTE ENTRE NOBRES. 
COM OS SERVOS, O SENHOR FEUDAL MANTINHA UMA RELAÇÃO DE SERVIDÃO.

PRIMEIRA E SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

POR QUE GUERRA MUNDIAL

                Você já parou para pensar por que a I e a II guerras recebem o nome de mundiais (J Será que antes deste período as nações não se entravam em conflitos ( ) De fato as guerras são tão antigas quanto à própria existência do homem. Entretanto foi a partir do século XX que a guerra tomou uma outra dimensão, envolvendo vários países, numa perspectiva global, mundial. Tal fato tem em suas raízes a política imperialista que estava sendo adotada desde o século XIX pelas nações européias industrializadas. A lógica se estrutura de acordo com o seguinte esquema: 


               
Mas o que foi o Imperialismo (  ) e quais foram seus efeitos  entre as nações envolvidas. Pesquisa e anote em seu caderno.
ATENÇÃO:
·         A RESPOSTA É PESSOAL
·         É ESSENCIAL ANOTAR O ENDEREÇO DO SITE

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

A REVOLTA DA VACINA

video

Anda o povo acelerado com horror a palmatória
Por causa dessa lambança da vacina obrigatória
Os manatas da sabença estão teimando desta vez
Em meter o ferro a pulso bem no braço do freguês

E os doutores da higiene vão deitando logo a mão
Sem saber se o sujeito quer levar o ferro ou não
Seja moço ou seja velho, ou mulatinha que tem visgo
Homem sério, tudo, tudo leva ferro, que é servido.

Bem no braço do Zé povo, chega um tipo e logo vai
Enfiando aquele troço, a lanceta e tudo o mais
Mas a lei manda que o povo e o coitado do freguês
Vá gemendo na vacina ou então vá pro xadrez

Contam um caso sucedido que o negócio tudo logra
O doutor foi lá em casa vacinar a minha sogra
A velha como uma bicha teve um riso contrafeito
E peitou com o doutor bem na cara do sujeito

E quando o ferro foi entrando fez a velha uma careta
Teve mesmo um chilique eu vi a coisa preta
Mas eu disse pro doutor: vá furando até o cabo
Que a senhora minha sogra é levada dos diabos

Tem um casal de namorados que eu conheço a triste sina
Houve forte rebuliço só por causa da vacina
A moça que era inocente e um pouquinho adiantada
Quando foi para pretoria já estava vacinada

Eu não nesse arrastão sem fazer o meu barulho
Os doutores da ciência terão mesmo que ir no embrulho
Não embarco na canoa que a vacina me persegue
Vão meter ferro no boi ou nos diabos que os carregue.”


Letra retirada do site: http://www.franklinmartins.com.br/som_na_caixa_gravacao.php?titulo=vacina-obrigatoria 

Conheça um pouco sobre a história da Revolta da Vacina, além de ouvir músicas sobre a História do Brasil, visitando o seguinte site:  http://www.franklinmartins.com.br/som_na_caixa_gravacao.php?titulo=vacina-obrigatoria

Melhor História

video

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

UM POUCO DE POESIA


O que são as melodias?
 
Melodias são dias cujas notas musicais  nos chegam aos ouvidos com a suavidade do mel.
Dias que se perderam no  tempo.
Dias que foram  apagados, esquecidos e exilados
Dias que o presente  afugenta
Dias insistentes que rompem barreiras
Dias que nos chegam como favo de mel
Por isso o compositor chamou de melodias....
Karina Ribeiro Caldas